Caio pede implementação de cursinho pré-vestibular gratuito em Mogi | Vereador Caio Cunha

Caio pede implementação de cursinho pré-vestibular gratuito em Mogi

06 de Novembro de 2017 | 107 visualizações | Por: Caio Cunha | Atualizado em: 11 de Dezembro de 2017
Tempo estimado de leitura: 2 minutos.

O vereador Caio Cunha (PV) indicou nesta quarta-feira (1° de novembro) à Prefeitura de Mogi das Cruzes a implementação de um curso preparatório para vestibular no Centro Municipal de Apoio à Educação de Jovens e Adultos (Crescer). A ideia é promover a inclusão social e mais oportunidade de ensino aos mogianos que desejam cursar o ensino superior, porém, não têm condições de custear curso de Pré-Vestibular.

Segundo Caio, a indicação foi feita com base nas atuais modificações no ingresso de alunos da rede pública nas principais instituições de ensino superior, como a Universidade Estadual Paulista (Unesp), que já possui reserva para 50% de alunos do ensino público; e a Universidade São Paulo (USP), que também vai oferecer metade de suas vagas aos estudantes de escola pública até 2021.

“Devemos considerar como responsabilidade compartilhada a formação desses alunos de Mogi das Cruzes, até mesmo como investimento no desenvolvimento do município, que, potencialmente, ocupará essas vagas. Acredito que o ingresso a uma universidade conceituada está diretamente ligado à preparação do aluno”, afirma.

O vereador lembra, ainda, que o município possui, em seu quadro de professores, especialistas nas áreas relacionadas às disciplinas avaliadas pelas provas. Inclusive, estes profissionais poderiam, por meio de incentivos como plano de carreira ou complementação de carga, compor o quadro de mestres para lecionar no curso preparatório, sem maiores ônus, como contratações para a cidade.

“O Pré-Vestibular é um instrumento de suma importância, uma vez que oferece melhor formação para as provas de ensino superior, técnico ou, até mesmo, de concursos públicos. Ou seja, é um oportunidade para construir um novo capítulo e ter uma vida melhor”, acredita.