Caio quer Dia de Doar no calendário oficial de Mogi | Vereador Caio Cunha

Caio quer Dia de Doar no calendário oficial de Mogi

16 de Novembro de 2017 | 30 visualizações | Por: Caio Cunha | Atualizado em: de de
Tempo estimado de leitura: 3 minutos.

Objetivo é incentivar a solidariedade, criando um marco municipal para mobilização social

O calendário oficial de Mogi das Cruzes pode ganhar um dia exclusivo voltado à doação. A criação desta data foi solicitada, em Projeto de Lei, pelos vereadores Caio Cunha (PV) e Edson Santos (PSD). O objetivo é incentivar a solidariedade, criando um marco municipal para mobilização social. Além disso, será uma campanha que visa contribuir para ajudar instituições do terceiro setor da cidade.

Segundo o verde, a ideia partiu após a Associação das Instituições do Terceiro Setor do Alto Tietê (Assintes) procurá-lo durante o Encontro de Excelência em Gestão das Entidades do Terceiro Setor, que ocorreu na Universidade Braz Cubas, solicitando a elaboração de uma proposta para instituir esta data no município.

Caio afirma, ainda, que o Dia de Doar já faz parte do calendário dos municípios de Gramado (Lei 3535/17) e Limeira (Lei 5.784/16). “Esta data já é uma mobilização nacional que acontece geralmente em novembro. O projeto prevê que o Dia de Doar municipal seja comemorado sempre na primeira terça-feira após o Dia Nacional de Ação de Graças”, explicou.

Em Mogi das Cruzes, o Dia de Doar vai ser organizado de maneira que as entidades possam receber as contribuições por parte da população em um dia específico. Inclusive, o projeto vai criar um marco municipal para mobilização social, podendo beneficiar cidadãos, entidades, empresas, famílias, estudantes, escolas e igrejas.

“A doação revela um lado nobre da humanidade, que, em nossos dias, acaba por vezes sendo esquecido. Porém, a solidariedade vai mostrar que os bens materiais não são maiores que a empatia, as atitudes de bem voltadas à sociedade. Nossa ideia é garantir uma cidade mais generosa e solidária, em especial, para com as organizações da sociedade civil”, enalteceu.