Desenvolvimento de ferramentas anticorrupção em Hackathon

Evento deverá envolver profissionais de tecnologia em uma maratona de mais de 20 horas com o objetivo de criar ferramentas, aplicativos e plataformas para trazer mais transparência ao uso do dinheiro público.


Uma maratona para desenvolvimento de ferramentas digitais contra a corrupção deverá acontecer em Mogi das Cruzes entre o final do mês de maio e o início do mês de junho. A realização do evento está sendo articulada pelo vereador mogiano Caio Cunha (PV), que se reuniu com o vereador da cidade de São Paulo, José Police Neto (PSD), para discutir as tratativas sobre o 1º Hackathon Anticorrupção de Mogi das Cruzes, uma vez que o parlamentar paulistano já realizou projeto semelhante.


O evento deverá reunir programadores e outros interessados em tecnologia, que se dividirão em equipes para, durante mais de 20 horas ininterruptas, criar ferramentas, aplicativos e plataformas digitais que usem dados abertos, com o objetivo de trazer mais transparência ao uso do dinheiro público e, dessa forma, combater a corrupção. Caio apresentará um requerimento solicitando que a maratona seja realizada no Plenário da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes.


Segundo Caio Cunha, a parceria com o vereador da cidade de São Paulo, José Police Neto (PSD), está sendo articulada pois o parlamentar paulistano é referência nesse assunto. “Esse tipo de maratona, conhecida como hackathon, é popular na área da tecnologia. Diversas ferramentas digitais surgem de eventos como esse. Acredito que é possível aplicar essa experiência para incentivar a transparência no poder público. No ano passado, o vereador Police Neto realizou um hackathon anticorrupção na Câmara de São Paulo. Importantes ferramentas foram criadas. O vereador da capital é uma parceria fundamental para realizar uma maratona semelhante na nossa cidade”, defende Caio. O parlamentar mogiano também deverá apresentar um projeto de lei criando a Política Municipal de Combate à Corrupção, inspirado na propositura apresentada por Police Neto na capital paulista.


No evento realizado em 2017 e coordenado por Police Neto, os finalistas foram as ferramentas Specula, que encontra incongruências em prestações de contas públicas, prevenindo superfaturamentos; Luppa, que compara compras do poder público com o valor de mercado; Quebrando Barreiras, que desenvolve análises de fácil compreensão das contas públicas; Sheeps Innovation, voltada a identificar comportamentos de políticos propensos à corrupção e a Águia SP, cujo objetivo é descobrir e catalogar os preços pagos pela Prefeitura em produtos e serviços.


Hackathon

O hackathon consiste em uma maratona para acelerar o desenvolvimento de ferramentas digitais por equipes multidisciplinares ligadas à tecnologia. De modo geral, os participantes passam um fim de semana ininterrupto desenvolvendo os produtos. É um tipo de evento bastante popular na área do desenvolvimento tecnológico.

Inauguração do Polo Digital em Mogi

Equipamento será entregue à população em 26 de setembro (terça-feira); o parlamentar, que tem apoiado as atividades do Alto Tietê Valley, acredita que, após a viabilização do programa, empreendedores mogianos contarão com maior suporte no desenvolvimento de suas startups e empresas.

O Polo Digital de Mogi das Cruzes será inaugurado no dia 26 de setembro (terça-feira). O equipamento, que é marca da mobilização do vereador Caio Cunha (PV), tem a premissa de oferecer um espaço para o desenvolvimento de ideias e de implantação de práticas de gestão da inovação, desenvolvendo um trabalho híbrido entre projetos de pesquisas acadêmica e científica com a aceleração de negócios que buscam ganhos de escala. Abrigado no número 1.160 da avenida João XXIII, no Jardim São Pedro, o espaço deverá contribuir com o surgimento de novas startups e com a captação de investimentos para o desenvolvimento econômico da cidade. 

O parlamentar tem apoiado as atividades do Alto Tietê Valley, grupo que vem se mobilizando pela criação do Polo Digital em Mogi das Cruzes. O vereador acredita que o programa vai proporcionar aos empreendedores mogianos maior suporte na estruturação de suas startups e de suas empresas. Caio, inclusive, visando a criação e o desenvolvimento do Polo, destinou, em abril de 2017, R$ 100 mil em emenda parlamentar à Secretaria Municipal de Desenvolvimento.

Já na questão de aperfeiçoamento da criação do espaço, o verde visitou o Porto Digital, em Recife; o ecossistema de startups “San Pedro Valley”, em Belo Horizonte; o Supera Parque Tecnológico, em Ribeirão Preto; além da unidade estratégica da Google Brasil, localizada no centro de São Paulo. Em todos os encontros, Caio pode conhecer as tecnologias oferecidas aos empreendedores e utilizá-las como inspiração para o Polo Digital de Mogi:

“Em 2015, me juntei a um grupo de empreendedores com a ideia de montar um espaço tecnológico que auxiliasse outros gestores a desenvolverem suas empresas e startups. Hoje, vejo o quanto evoluímos e estamos próximos de realizar mais este sonho. Agradeço o apoio de todos os visionários que se interessaram pelo projeto. Estendo meus cumprimentos ao prefeito Marcus Melo (PSDB), que está se empenhando de forma corajosa na implantação do Polo Digital”, concluiu o vereador mais votado de Mogi das Cruzes. 

POLO DIGITAL

O Polo Digital de Mogi das Cruzes contará com um espaço “coworking”, que receberá até oito projetos que estão em fase embrionária e serão desenvolvidos com metas de evolução e avaliação periódica a cada três meses.

Já um outro local dará vida à incubadora, que será destinada a dez startups em fase de crescimento. Na oportunidade, os empreendedores contarão com assessoria, consultoria e prospecção de capital investidor, entre outros recursos. Ainda nesta área do Polo, uma arena de eventos para até 50 pessoas – espaço totalmente gratuito e aberto à população -, ficará disponível para a realização de palestras, workshops, mentoria e outros formatos.

O Polo Digital vai contar ainda com um café digital, onde será disponibilizado aos frequentadores internet gratuita, possibilitando, assim, a promoção de encontros e de reuniões de negócios.

 

Vereador é convidado a participar da plataforma “Mandato Digital”

Parlamentar será um dos primeiros políticos do Brasil a utilizar o sistema online

O vereador de Mogi das Cruzes Caio Cunha (PV) foi convidado a participar da plataforma digital “Mandato Aberto”, da empresa AppCivico. O parlamentar será um dos primeiros políticos do Brasil a utilizar o sistema online, que tem o objetivo de aproximar cidadãos, sociedade e política por meio da tecnologia.

O "Mandato Aberto", que foi colocado em prática nesta quinta-feira (1° de março), é um sistema de relacionamento com cidadãos, facilitando o contato do munícipe com o vereador e promovendo um diálogo rápido e transparente.

Junto ao verde, também foi selecionado o vereador Gustavo Bonafé, de Poços de Caldas, que faz parte da rede de mandatos colaborativos criada por Caio, bem como as parlamentares de Belo Horizonte, Cida Falabella e Áurea Carolina.

Já nos próximos dias, Caio passa a utilizar a nova ferramenta de contato com os mogianos, sendo o primeiro político da região a participar do trabalho pioneiro da AppCivico.

“Fomos selecionados para ser parte da primeira leva de políticos que receberão acesso à plataforma, para implementar no nosso principal canal de comunicação, o Facebook. Nessa fase, os mandatos selecionados irão testar a plataforma e sugerir aprimoramentos para que, assim, a ferramenta possa ser disponibilizada para os políticos em geral. O uso da tecnologia será voltado inteiramente à promoção da democracia”, afirmou.

Caio ainda salienta que é uma oportunidade singular em seu mandato, uma vez que a plataforma vai ao encontro de sua atuação em Mogi das Cruzes. “Aqui na cidade, trabalhamos pautados na transparência e na participação popular. Tanto que as ferramentas tecnológicas, como as redes sociais, são nossas principais vias de comunicação. Com o ‘Mandato Aberto’, acredito que estaremos somando forças e trabalhando com um único objetivo: fortalecer a participação das pessoas na política”, concluiu.

Emprega Mogi pode ter plataforma digital para smartphones

Indicação de melhoria foi feita pelo vereador Caio Cunha (PV) e tem objetivo de aprimorar o acesso digital ao portal de vagas; sugestão foi elaborada após a participação do parlamentar na banca dos alunos do segundo semestre do curso de Marketing da Universidade Braz Cubas.

O vereador Caio Cunha (PV) indicou à Prefeitura de Mogi das Cruzes, nesta quarta-feira (12 de julho), o desenvolvimento de plataforma digital do Emprega Mogi para aparelhos smartphones. O objetivo do parlamentar é de aprimorar o acesso digital ao portal de vagas, uma vez que, no Brasil, 80,4% do total de acessos à internet são provenientes do uso de telefone móvel - dados apresentados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

A sugestão do verde foi elaborada após a participação do parlamentar na banca dos alunos do segundo semestre do curso de Marketing da Universidade Braz Cubas (UBC). Na oportunidade, os estudantes Cleison Rocha, Crislaine Souza, Dayanne Oliveira, Everson Manteiga e Natália Mitie apresentaram um aplicativo que facilitava o acesso da população ao site do programa de vagas de emprego.

Entusiasta da modernização e da abrangência à informação, Caio Cunha promoveu um encontro entre os alunos; o secretário de Desenvolvimento de Mogi, Rinaldo Sadao Sakai; a coordenadora do Emprega Mogi, Glaucia Coutinho; e o coordenador do Polo Digital da cidade, Rodrigo Garzi:

“Durante a reunião, os alunos apresentam o projeto às autoridades e detalharam os benefícios do programa em smartphones.  O encontro foi extremamente produtivo e esperado uma análise criteriosa para criação. Inclusive, acredito que a otimização seria um grande avanço na experiência do usuário no acesso do site, ofertando um melhor aproveitamento do conteúdo disponível”, pontuou Caio. 

A indicação pontua que sejam realizados estudos para o desenvolvimento da plataforma digital. Segundo o vereador, a sugestão é que seja priorizado o ambiente “mobile”: 

“Pode ser desenvolvido um site responsivo, um aplicativo, ou qualquer outra solução que facilite o acesso ao Emprega Mogi por meio de celulares”, finaliza o verde.  

Dados e estatísticas

De acordo com o verde, em todo o país, desde 2014, os smartphones ultrapassaram os computadores e se tornaram o principal meio de acesso à internet. Os dados, que foram apresentados pelo Pnad e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que, dos 36,8 milhões de brasileiros que têm acesso à rede, 29,6 milhões estão conectados por meio de um telefone móvel – o que representa 80,4% do total de interações:

“Atualmente, cerca de 14 milhões de brasileiros estão desempregadas. O Alto Tietê não se diferencia do cenário nacional. Para tanto, os programas como o Emprega Mogi são de suma importância para a população e acredito que com a otimização desta ferramenta, mais pessoas vão conseguir acessar o site e se inteirar sobre as vagas disponibilizadas”, concluiu o vereador.

 

Aceleradora pública pode ter parceria com Polo Digital

O vereador Caio Cunha (PV) se reuniu nesta sexta-feira (8 de dezembro), no SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development, em Minas Gerais, com a CEO da aceleradora, Silvana Braga, e com a diretora de parcerias, Joanna Pagy. O encontro teve como objetivo conhecer o programa do governo de Minas Gerais e articular possíveis parcerias para fomentar o empreendedorismo na região do Alto Tietê por meio do Polo Digital de Mogi das Cruzes.

Segundo o parlamentar, a visita também rendeu uma apresentação completa do espaço, do programa de aceleração de startups e de como é feito o financiamento das iniciativas, uma vez que cada startup mineira recebe de 68 a 80 mil reais no programa de aceleração, durante 6 meses. “Além disso, também tive a oportunidade de conhecer algumas das startups que estão sendo aceleradas nesta rodada”. 

Na oportunidade, Silvana explicou que o SEED é a única aceleradora com recursos públicos do Brasil e potencializa a interação, as redes e a transferência de conhecimento e habilidades entre empreendedores apoiados e o ecossistema local. A CEO também se colocou à disposição para ajudar o Polo Digital. 

“Após firmarmos a parceria, poderemos fazer um trabalho voltado à análise de desenvolvimento do ecossistema empreendedor local e, também, realizar um estudo para sustentar um programa de aceleração das startups mogianas e do Alto Tietê”, afirmou. 

Para Caio, estas interações com demais aceleradoras do Brasil proporcionam maior conhecimento quanto ao fomento do empreendedorismo, além de possibilitar grandes parcerias para o Polo Digital. “O SEED é referência em nosso país quando se trata de aceleradora de startups. É importante que conheçam o nosso equipamento mogiano, pois, a partir disso poderão nos ajudar com a expertise que já possuem, além, é claro, com programas de desenvolvimento. Vale destacar que esta viagem a Minas Gerais está sendo custeada com recursos próprios”, garantiu. 

Em janeiro, o vereador pretende agendar uma visita para troca de experiências entre a coordenadoria do Polo Digital e a coordenadoria do SEED. A parceria entre as duas iniciativas deve ser estudada no início do ano que vem.