"300" podem opinar nos Projetos em pauta na Câmara

Aplicativo “Nosso Mandato” possibilita que munícipes opinem sobre proposituras em pauta no Legislativo, podendo definir e até mudar o voto do vereador. A ferramenta também possui seção de transparência e de envio de demandas dos bairros.

O vereador Caio Cunha (PV) disponibilizou, desde o último domingo, 15 de abril, um aplicativo para que cidadãos possam opinar nos projetos que estão em pauta na Câmara Municipal de Mogi das Cruzes. A ferramenta, chamada “Nosso Mandato”, também possibilita que os munícipes enviem demandas dos bairros e sugestões de projetos legislativos, assim como possam acompanhar os gastos públicos do gabinete do parlamentar. O aplicativo está disponível apenas aos membros do “300”, grupo de pessoas que colaboram com o mandato de Caio Cunha. O mogiano lançou o “Nosso Mandato” durante o “Encontro 300” evento que reuniu esses apoiadores. Na ocasião, ele anunciou, ainda, parceria com a Rede de Ação Política para Sustentabilidade (RAPS), visando a formação de novas lideranças políticas na região do Alto Tietê.

Por meio do aplicativo “Nosso Mandato”, os cidadãos do grupo “300” poderão opinar se são a favor ou contra as proposituras que deverão ser votadas pelos vereadores na Câmara Municipal. Com isso, poderão, inclusive, mudar o voto de Caio Cunha. “Nosso mandato sempre foi baseado em participação social, colaboratividade e transparência. Esse aplicativo oferece mais uma possibilidade de democracia direta na nossa atuação. Por meio dele, poderemos conhecer a opinião do nosso grupo sobre os projetos da Câmara de forma mais assertiva”, explica o parlamentar. Segundo Caio, no aplicativo, os projetos serão explicados e sua posição sobre as proposituras também estará disponível. Com base nisso, as pessoas poderão registrar a própria opinião. “Se a maior parte dos votantes for contrária ao meu posicionamento, meu voto para o projeto poderá ser alterado”, pontua.

A ferramenta ainda possui uma seção onde o munícipe poderá acompanhar os gastos públicos do gabinete de Caio Cunha, como cotas de impressão, combustível, material de escritório e salários. Será possível também notificar ao gabinete as demandas da cidade, indicando o local por meio de georreferenciamento e mandando fotos do problema. Utilizando o aplicativo, os membros do “300” também têm acesso à agenda do parlamentar e a possibilidade de sugerir projetos que podem ser protocolados pelo legislador.

A utilização do aplicativo “Nosso Mandato” por Caio Cunha é fruto de uma parceria do vereador mogiano com o Instituto de Inteligência Política, organização sediada em Belo Horizonte, Minas Gerais. A parceria veio por meio do contato com o vereador da capital mineira, Gabriel Azevedo. “Sou absurdamente grato ao Instituto de Inteligência Política e ao vereador Gabriel, de Minas Gerais, por disponibilizarem essa ferramenta que tornará nosso mandato ainda mais participativo, colaborativo e transparente”, agradece Caio.

Formação

No mesmo evento onde lançou o aplicativo, Caio anunciou também uma parceria com a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (RAPS) para a formação de lideranças políticas da região do Alto Tietê. “A RAPS reúne as cabeças que estão pensando a política do futuro e que querem mudar o Brasil com ética e sustentabilidade. São nomes de peso de todo o país. Vamos formar pessoas interessadas em disputar cargos políticos nos próximos anos, para que tenham mandatos colaborativos e que engajem os cidadãos, provocando, assim, a transformação que queremos ver na nossa região”, detalha Caio. O processo seletivo e a formação dessas lideranças, segundo o vereador mogiano, devem ter seu início entre os meses de junho e julho deste ano.